segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Crédito: Letícia Pomaleski - mais esperta que eu, foi fotografar
Depois de alguns dias sofrendo na expectativa e conferindo a previsão do tempo a cada duas horas, hoje - de fato - nevou. Não fui pro meio da neve ser feliz, nem tirei fotos, nem fiz um boneco com nariz de cenoura. Fiquei olhando a chuvinha virar gelo da janela, plácida. Aos poucos, a mesa que fica no jardim foi mudando de cor, até parecer que vestia uma capa de chuva totalmente branca. Não me atrevi a sair pra pedalar e confesso que pedi pra todos os santos que a neve tivesse diminuído até a hora da minha aula. A prece deve ter sido mesmo forte, porque algumas horinhas depois... fim. A chuva fina de todos os dias veio e derreteu meu jardim branco.

Eu devo ter repetido mil vezes no último final de semana que estava com medinho da neve. E quando ela foi embora, poxa, eu fiquei desapontada. Tem um num-sei-o-quê de paz de espírito na forma com que aquilo acontece. Ainda bem que a previsão do tempo me mostra mais dias assim ainda essa semana. E, afinal, é só o começo. Winter is coming, agora é inquestionável.

Enquanto ele não chega de vez, eu vou fazendo os dias por aqui.

Fui pra Paris passar um final de semana e, quem diria, vi o Mickey, mas não fui na Torre Eiffel. Explico: não contava com isso, mas passei um dia na EuroDisney (que tava toda lindinha e decorada de Natal!). E além de ter me divertido horrores por lá, andei muito, comi maravilhosamente bem, fui num samba, vi o carrossel da Amelie, a Shakespeare and Company e a pirâmide do Louvre, senti o vento correr o Sena, passeei no Christmas Market da Champs Elysees e, sabe do melhor? Reencontrei duas pessoas maravilhosas e que me fizeram me apaixonar: por eles e pela cidade. Porque o amor pode estar num kebab que se come depressa, ou em dividir a casa a vida e as canções. A minha Paris vai ser pra sempre mais bonita que a dos outros.

De lá pra cá, a vida ganhou novo gás e mais saudades. Conheci novas pessoas e lugares aqui na Holanda mesmo. Fui em duas exposições bacanérrimas em Amsterdam (alô, Eye-lindo e Toetanchamon-divo!) e vi um espetáculo maravilhoso, em plena Dam (a praça famosa e cheia de turistas de Ams), debaixo de um frio como nunca tinha sentido igual. Fui numa balada de verdade (orgulhem-se de mim, amigos!), numa boate gay com uma festa temática de Sinterklaas. Conheci Haarlem, que é a capital da província de Noord-Holland (que é o "estado" em que se situa tanto Amsterdam, como a minha cidade) e onde se fala o holandês mais bem falado do país. E dormi na casa da Letícia, como fazem mesmo as amigas - fofocando até tarde, quebrando galhos e descobrindo que tudo pode ter mais graça quando dá pra dividir com quem se quer bem, com gente do bem.

E no fim, sabe o quê é? Quanto mais eu vejo do mundo, mais me apaixono pelas pessoas.

7 comentários:

Lucas Garcia disse...

queria falar tanta coisa desse post, mas só consigo soltar um "óun" carregado de sentimentos bons! x)

Mariana Barbosa de Amorim disse...

amei o "Quanto mais eu vejo do mundo, mais me apaixono pelas pessoas."! quase chorei!

Arthur disse...

Sem palavras sobre este post. Escreveu como nos velhos tempos, com esse jeitinho que é só seu. Delícia de ler e projetar as cenas que você descreve no seu viver.

Queria conversar contigo um dia ;) :*

Luíza Leão! disse...

Deh muito lindo! muito mesmo! como diz o Arthur, é muito bom ler você e ficar imaginando as plavras se formarem em cenas, em vida real..
a frase final é linda. e eu concordo com ela plenamente, mais bonito que as paisagens, são as pessoas!

curta muito a neve aí! cada minuto dela! e as pessoas todas..!

Laysa disse...

Lovely post! I'm glad to hear you're enjoying your time over there! and I love when you say "Quanto mais eu vejo do mundo, mais me apaixono pelas pessoas." you are right! what I love about travelling is meeting new people that turn to be amazing friends! exactely like you and Lucas :)
I love you guys and I hope we'll see each other very soon!

Aline Lima disse...

vc é linda!

Ainda bem que vc consentiu com a idéia do blog, pq a falta de convivencia as vezes faz a gente esquecer de como as pessoas são. E hoje minha saudade teve um toque de pessoa de verdade, que tá vivendo coisas, conhecendo pessoas e aprendendo, e não só uma pessoa que tá longe e que eu sinto saudade :)

A gente vive um pouco de você por aqui, e é lindo!

luandinha =) disse...

seu post me fez sorrir, vc escreve muito bem e descreve as coisas com uma leveza... adorei! eurodisney nem estava bem nos meus planos, depois dessa, quem sabe? hehe

bjos

Postar um comentário

 

Copyright 2010 The Life in Orange.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.