sexta-feira, 2 de novembro de 2012


As coisas aconteceram tão depressa, que eu até levei puxão de orelha por não ter postado mais. O dia aqui não tem 24h, é a única explicação. O tempo passa numa velocidade ímpar e pam! Já é novembro e hoje, exatamente, completo duas semanas fora do Brasil.

Na primeira semana, a host-querida estava de folga, então ficou comigo o tempo todo. Por um lado é bacana, porque eu pude ver e aprender várias coisas (tudo, eu diria). Por outro lado é complicado, porque não é a rotina real e as crianças ficam meio arredias. Afinal, com a mãe por perto, quem vai querer brincar com a novata?! Então, digamos, que a vida real foi mesmo essa semana.

Antes que todo mundo se lembre das minhas lambanças, já adianto que deu tudo certo no final. Eles são uns queridinhos. O Lucas dá um pouco de canseira, mas dentro do normal. E acho até que ele já captou qual é a minha cara de: é sério, não tô brincando. As confusões por conta da língua são constantes, mas a gente se adapta (tá aí uma coisa que sempre me perguntam). Já até recebi um elogio, porque estou pegando a manha do holandês bem rápido. Mas não é assim, um holandêêês, é aquela linguagem de criança: nome de animais, brinquedos, muito bem!, parabéns!, durma bem!, etc etc.

Hoje, por exemplo, meu menininho pediu: “iego, iego!” E eu logo pensei: “Ah, que ótimo, está querendo brincar de Lego” (o principal brinquedo das crianças por aqui, e ao qual, normalmente, ele chama de bouwen – leia-se: bauén, que é o mesmo que construir). Só que não, claro. Ele não queria o Lego, mas estava tentando dizer Diego, que é o desenho que ele adora. Acontece que eles tem hora certa de ver TV e aquela não era a tal hora. Mas sem entender, a sonsa aqui concordou: “Isso aí, vamos lá”. Ele ficou todo desapontado quando percebeu que, na verdade, não ia ver o desenho e eu fiquei uns bons minutos vendo o pobrezinho chorar até entender o erro.

No mais, ele se comporta e é fácil de distrair quando está chateado com alguma coisa. Ele falou “please” pra mim essa semana e eu quase morri de amor, porque ele não fala inglês ainda. Mas só de me ouvir falar já entendeu e repetiu. Outra coisa muito pestinha que ele faz é na hora de comer. Ele come bem o dia inteiro, menos no jantar, porque não gosta muito de comida quente (vai entender!). E o avô ensinou que só pode comer mais depois de engolir o que está na boca. Bom... isso se tornou um problema. O recorde dessa semana foram 25 minutos mastigando - a gente marcou!

Já a pequena Valentine é meu chicletinho. Ela é tão pequenininha e linda e rosa, que não dá vontade de soltar mais (minhas costas já reclamam, by the way). A questão é que ela ficou mega doentinha essa semana (desculpem, mas ela pede os diminutivos). Super gripada, com febre, tossindo, uma judiação. E aí o trabalho triplicou, claro. Já estou mestre em fazer as coisas com uma mão só, porque uma delas sempre está tentando segurar a princess. Hoje consegui acalmá-la e fazê-la dormir, magicamente, nas escadas. Sentei no degrau, encostei na parede e deixei aquela coisinha rosa deitada em mim até ficar bem quentinha e dormir. E ela chora um choro doído de partir o coração da gente em mil pedaços.

Bom, quanto a mim, também estou doente, claro. Desde que cheguei, pra falar a verdade. Primeiro foi só tosse, depois fiquei totalmente rouca e sem voz (mesmo, de ter que fazer mímica!), depois resfriei de fato. A notícia boa é que eles dizem que está todo mundo assim. A ruim é que uma das outras au pairs disse que ela está seeempre doente, porque nosso corpo tropicaliente num acostuma nunca com o clima daqui. (que-bom!)

Também perdi a aula de holandês de novo. A segunda-feira foi meu primeiro dia e foi meio confuso, os hosts se atrasaram, eu estava doente, e acabei me esquecendo e perdendo a hora. Agora já são 4 aulas a menos, ou seja: estou lascada. Ah, e por falar nisso... Agora não vou mais ser a pior ciclista de Bussum, porque os melhores-hosts-do-mundo me deram uma bike nova. Ela é de segunda mão, mas está inteirona e o melhor: é do meu tamanho e tem freio de mão! (aplausos aqui, por favor) Eu parecia criança no dia que eles chegaram aqui com ela e eu consegui subir de primeira, sem cair nem meia vez (mais aplausos).

Sobrevivi à primeira semana, e por isso, acho que sobrevivo ao resto do ano!

11 comentários:

Arthur disse...

Só pra vc saber q eu estou lendo sempre :D
Já é janela cativa e constante aqui no meu Crhome.
E você vai dar um jeito de trazer uma bicicleta pra mim. E mais um monte de muamba. Beijos do filhadinho.

Isadora disse...

Muito amor!

Ana Luiza Cruz Ribeiro disse...

a foto dos pezinhos da valentine é a coisa mais lindinha de toodas (eu entendo o porque do diminutivo)... e eu seee que vc vai conseguir sobreviver o resto do ano, tenho certeza x)

Luíza Leão! disse...

eu também tenho lido sempre Deh! E da pra imaginar seus "filhotes" super fofos!Da pra entender o diminutivo - eu acabo lembrando sempre da minha irmã!
Concordo com a Nana, tenho certeza que você vai se sair super bem ai o ano todo! Porque a verdade eh que você já está se saindo super bem! um beijo! melhoras da gripe!

Mariana Barbosa de Amorim disse...

morri de amor com você fazendo a valentine dormir na escada!
to muito feliz que tudo está indo bem com a família! quanto à sua saúde, apenas se cuide. durma bem (ainda bem que crianças dormem bastante), se alimente, preste atenção no que está faltando na sua dieta (falando nisso, posta algo um dia sobre as mudanças na rotina alimentar aí!), e não fique só fechada em casa, no aquecedor (seu corpo precisa ter consciência do frio lá fora, que querendo ou não você tem de enfrentar!). tá, deu de conselhos de mãe, hihi
e ah, coloca um nome na sua nova bike!

deh gouthier; disse...

hahaha.. Thur, vou tentar! E Mariba, preciso mesmo de um nome pra ela, mas acho que, por enquanto, é Gigante! :)
podem deixar que vou melhorar logo, assim que meu corpo entender que raio de temperatura é essa! brigada, lindos.

Lucas Garcia disse...

Chama de Giganta, pega melhor pra ela! Ou então dá um nome em holandês com pronúncia fácil! :P

deh gouthier; disse...

hahahaha, pode ser :)

Laysa disse...

Once again I love what you write! (it's easy for me to understand it at least!)
I'm glad you survived for 2 weeks aleady! you can handle the rest of year!
conserning your illness don't worry I think it's because of the weather, I had the same problem...
beijos linda

Thamy Gibson disse...

Own, não sei o que é mais fofo, a Valentine dormindo nos seus braços na escada ou o Lucas falando inglês com você!! Ok, foi só uma palavra, mas já é um avanço!!! *-*

Nathalia Koslyk Pontes disse...

brigo mesmo!! já não te vejo e não te escuto, como assim não te leio também?? hehehe

ninguém tinha dúvidas de que você se sairia super bem. te amo!!!!

Postar um comentário

 

Copyright 2010 The Life in Orange.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.